ARAC
05 Dezembro 2020 | 11:07
Notícias
2020-12-04Reembolsos encolhem com novas tabelas de retenção
Os salários e as pensões até 686 euros mensais ficam isentos de IRS no próximo ano. Governo diz que são 200 milhões de euros que ficam disponíveis para as famílias.+
2020-12-04TURISMO DE PORTUGAL LANÇA NOVA FORMAÇÃO GRATUITA E ONLINE PARA PROFISSIONAIS DO SETOR
O Turismo de Portugal vai lançar, a 9 de dezembro, o Programa Upgrade+
2020-12-04CLÁUDIA MONTEIRO DE AGUIAR: SE EXISTISSE UMA POLÍTICA EUROPEIA DE TURISMO “PODERÍAMOS TER COMO UM TODO EUROPEU FUNCIONADO MELHOR”
A eurodeputada Cláudia Monteiro de Aguiar participou, ontem, no APECATE Day conduzindo o painel “Política Europeia de Turismo: uma urgência adiada”. +

Notícias



Mercedes-Benz será a primeira a ultrapassar a crise mas PSA será mais rentável
Auto Monitor


As previsões de um grupo de analistas ouvidos pela publicação, apontam ainda que o grupo PSA, composto pela Peugeot, Citroen, DS e Opel, será o mais lucrativo, enquanto a Renault deverá ser a mais afetada.

À crise, já antiga no setor automóvel europeu, encurralada pela transformação da mobilidade em direcção a um futuro mais sustentável, acresce agora o choque de procura devido à pandemia do novo coronavírus.

A queda esperada nos ganhos em 2020 do colapso inevitável nas vendas é histórica e as recuperações de 2021 são muito assimétricas.

De acordo com as estimativas de mercado recolhidas pela FactSet, a Mercedes vai alcançar um EBIT quase 10% superior ao de 2019 no próximo ano, enquanto que o restante vai continuar abaixo: Renault cerca de 60%, PSA 34%, Fiat (FCA) 26%, Volkswagen 23% e BMW 18%.

Estas previsões enquadram-se na análise do BofA, que considera que os fabricantes premium (Mercedes e BMW) “terão um desempenho superior que os concorrentes (Renault, FCA e PSA) devido à sua maior exposição internacional, sobretudo na China”.

Segundo a Moody’s, um dos mercados que mais vai sofrer este ano será efectivamente o europeu, com uma queda esperada de 30%, comparável apenas ao Brasil, Rússia e Argentina, enquanto que a queda será limitada a 6% na Coreia do Sul, 10% na China e 15% no Japão.

Este contexto tem suas consequências no mercado de acções, com a Renault a acumular perdas de 50%, FCA e PSA de cerca de 35%, e os alemães entre 20 e 25%.

Estas quedas colocam ainda o grupo Fiat e o grupo Peugeot e Citroen como os mais baratos em comparação com o restante setor, de acordo com estimativas de 2021.



Área Reservada
PEÇA AQUI O SEU SELO "CLEAN & SAFE"
EMPRESAS JÁ DETENTORAS DO SELO "CLEAN & SAFE"
Quer Alugar Carro?
Siga-nos
Seara.com