ARAC
24 Outubro 2020 | 12:26
Notícias
2020-10-23QUE FUTURO PARA O TURISMO EM PORTUGAL? SEM NOVO AEROPORTO, DE 2020 A 2024 “NÃO PODEREMOS CRESCER”
A Iniciativa Liberal promoveu, ontem, um debate sobre “Turismo em Portugal – Que futuro? Qual o papel da capital?” +
2020-10-23Bruxelas autoriza Portugal a alocar mil milhões de euros da Coesão para a recuperação económica
A Comissão Europeia autorizou hoje Portugal a reorientar verbas comunitárias dos fundos da política de coesão e alocar mil milhões de euros à recuperação económica da crise gerada pela pandemia de covid-19, combatendo os seus "efeitos adversos".+
2020-10-23Indústria automóvel em Portugal deverá registar uma quebra de 20% em 2020
Ao “Jornal Económico”, dirigentes pedem “apoios conjuntos” para fábricas de Portugal e Espanha. Próximo ano vai iniciar a “transformação” que o sector irá fazer até 2030: aposta na produção de veículos não poluentes e mais tecnologias digitais+

Notícias



Turismo decisivo para subida do parque automóvel
Jornal de Negocios


No espaço de dois anos, o número de automóveis ligeiros de passageiros em circulação nas estradas portuguesas aumentou em 405 mil e ascendia, no final do ano passado, a 5,2 milhões.


Mas este aumento de 8,4% no número de viaturas difere bastante de distrito para distrito. Mais. Em 10 dos 18 distritos o número de carros registados sofreu uma redução, enquanto em três - Coimbra, Santarém e Viana do Castelo - o aumento foi marginal. Assim, coube a cinco distritos e às duas regiões autónomas as subidas mais expressivas, destacando-se as áreas onde o turismo tem maior preponderância.


Ao Negócios, Helder Pedro, secretário-geral da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), admite que "o turismo, nomeadamente por via do rent-a-car, explica grande parte dos aumentos mais acentuados em determinados distritos onde a atividade turística tem grande relevo".

Mas, acrescenta, há ainda outros fatores, nomeadamente "a capacidade de atração de população desses distritos, seja por migração dos portugueses seja por entrada de imigrantes" e também "serem distritos onde os rendimentos médios são mais elevados".

Lisboa "ganha" 250 mil carros em dois anos

O distrito de Lisboa destaca-se dos demais ao ver o número de automóveis registados aumentar em 252 mil, ou 23,6%, desde o final de 2017. O distrito da capital supera já os 1,32 milhões de automóveis, o que significa que um em cada quatro carros no país estão nesta região.

A segunda maior subida em número de veículos foi registada no distrito do Porto, com mais 65,3 mil carros, o que equivale a um crescimento de apenas 8,5%.


Já Faro viu o número de automóveis aumentar em 17,4% enquanto em Setúbal a subida cifrou-se em 13%.Também com subidas expressivas surgem os Açores e a Madeira, com aumentos de 8,8% e 10,5%, respetivamente.


Em comum, todos estes distritos têm o facto de terem uma forte implementação de atividades turísticas, a que acresce a elevada presença de empresas, que possuem frotas automóveis, nalguns casos de dimensão considerável.


Ainda com um crescimento no parque automóvel, embora com variações bastante inferiores, encontram-se os distritos de Leiria (3,75%), Santarém (1,7%), Coimbra (1,2%) e Viana do Castelo (0,6%).


Nos restantes distritos registaram-se decréscimos, embora na sua maioria pouco significativos, no número de veículos no espaço destes dois anos. As variações oscilam entre a quebra de 0,5% de Portalegre e as descidas mais acentuadas observadas na Guarda, com um decréscimo de 10%, em Bragança, com um recuo de 6,8%, e Castelo Branco, onde a redução é de 5,6%.


Nos restantes distritos, as descidas são inferiores a 3%, com Braga e Viseu a apresentarem quedas de menos de 1%.




Área Reservada
EMPRESAS JÁ DETENTORAS DO SELO "CLEAN & SAFE"
PEÇA AQUI O SEU SELO "CLEAN & SAFE"
Quer Alugar Carro?
Siga-nos
Seara.com