Notícias



BETA-I LANÇA SEGUNDA EDIÇÃO DO PROGRAMA PARA DESENVOLVER E ACELERAR NOVAS SOLUÇÕES NO SETOR DO TURISMO
AMBITUR


Após um primeiro programa que teve como objetivo apoiar o sector do turismo em plena pandemia, a consultora de inovação colaborativa Beta-i lança a segunda edição do Shift to Start – Tourism Edition, um projeto criado com o apoio do Turismo de Portugal que regressa este ano para acelerar o desenvolvimento de novos projetos e promover a transformação digital numa indústria já em recuperação. O programa dará oportunidade a empreendedores com ideias em fase inicial ou startups já no mercado de ter acesso a mentores especializados que os acompanharão, desde a fase de desenvolvimento da ideia à validação da solução, até à expansão do plano de negócio.

A segunda edição do Shift to Start – Tourism Edition volta a ser composta por dois programas consecutivos de aceleração, que acontecem em momentos diferentes e para públicos-alvo distintos, tendo em conta o estado de maturidade da ideia ou startup: o Beta-Shift e o Beta-Start, respetivamente.

Através de um modelo de formação intensivo de três dias, o Beta-Shift tem como objetivo capacitar indivíduos que pretendam ganhar qualificações na área de empreendedorismo sobre os diferentes conceitos do desenvolvimento de um negócio: desde a validação de negócio, modelo de custo e receitas, às fases de protótipo, de teste e de pitch a investidores. Entre 3 e 5 de junho, durante 16 horas, os participantes passarão por workshops, sessões de mentoria e trabalho em equipa, com o apoio de 10 formadores, membros da Beta-i e especialistas da indústria. As candidaturas estão abertas até 25 de maio e podem ser feitas pelo website por empreendedores com apenas uma ideia, podendo formar uma equipa durante a iniciativa. A equipa que apresentar o melhor projeto no final do bootcamp receberá um prémio monetário de 1.000€.

De forma a assegurar que as ideias perseguidas são reais necessidades do setor, workshops de análise de tendências do setor e lacunas no mercado serão realizados no dia 13 de Maio, com elementos pertencentes à indústria do Turismo.

Já o Beta-Start, que acontece de setembro a novembro, consiste num programa de pré-aceleração de três meses que tem como missão apoiar startups em fase pre-seed ou seed na melhoria e crescimento do seu negócio. Seja para projetos planeados ou protótipos, os participantes irão aprender a validar as suas soluções no mercado, através da criação de versões iniciais do produto, a desenhar um modelo de negócio orientado ao cliente, a testar e estruturar os seus modelos de receita e de custo, bem como a construir apresentações para clientes e investidores. Após 12 semanas de vários workshops e sessões de formação individuais, o programa culmina no Demo Day, onde os participantes irão apresentar o negócio e receber feedback de potenciais clientes e investidores. A melhor startup receberá um prémio monetário de 5.000€. As candidaturas podem ser feitas através do website até dia 20 de junho.

De acordo com Diogo Teixeira, CEO da Beta-i, “em 2020, numa altura em que o sector do turismo foi obrigado a parar e a reinventar-se, decidimos aplicar a nossa experiência acumulada de 10 anos em mentoria, desenvolvimento de negócios, aceleração de ecossistemas e inovação colaborativa para criar um programa completamente focado em apoiar este movimento de transformação. Este ano, após uma primeira edição concluída com sucesso, damos continuidade ao nosso papel de promover o desenvolvimento de novas soluções que ajudem a reinventar um setor, que apesar de já estar novamente numa fase de crescimento, necessita mais do que nunca de novos modelos de negócio, serviços e digitalização.”

Em ambos os programas, procuram-se soluções digitais para empresas da indústria do turismo e PMEs, soluções de turismo sustentável e para promover a mobilidade inteligente, e soluções para enriquecer e melhorar a experiência do turista.

Em 2020, o Beta-Shift reuniu 60 participantes que deram origem a 26 ideias únicas, tais como uma plataforma que ajuda os viajantes a tomar decisões no que toca ao planeamento da viagem através de um sistema simples de swipe no smartphone e automatização do sistema de atribuição de preços para arrendamentos de estadias de curta duração.

Já no início de 2021, o Beta-Start culminou com um grupo de 26 startups de 11 países com soluções prontas para apoiar a recuperação do setor do Turismo, tais como um programa desenhado para ajudar pais a viajar com os seus filhos enquanto trabalham remotamente, uma aplicação que permite aos turistas acompanharem áudio-guias através dos seus próprios telemóveis e auriculares, uma plataforma que permite planear e marcar uma viagem com apenas um clique, entre outras.