ARAC
21 Junho 2018 | 03:39
Notícias
2018-06-20Recompra da TAP agravou responsabilidades do Estado, diz Tribunal de Contas
O Estado passou a ter mais capital, mas perdeu direitos económicos e ganhou novas responsabilidades financeiras na TAP depois de o Governo de António Costa ter reaberto o processo negocial com a Atlantic Gateway e aumentado a participação para 50%, diz o Tribunal de Contas. Riscos adicionais por incumprimento podem chegar aos 217,5 milhões de euros +
2018-06-20Wayzor: a nova imagem da Rent a Car do Grupo Bensaude
2018-06-20Taxa turística de Gaia vai ter dois valores
A futura Taxa de Cidade de Vila Nova de Gaia, nome que substitui o até aqui designado como Taxa turística, custará dois euros em época alta e metade em época baixa. Uma decisão agora tomada e aprovada em reunião de câmara.+

Notícias



Bloco de Esquerda quer acabar com os vistos Gold
Rádio Renascença


O Bloco de Esquerda (BE) quer acabar com os vistos gold. A proposta vai entrar, esta quinta-feira, no Parlamento.

De acordo com o documento a que a Renascença teve acesso, o partido considera que este mecanismo "tem estado associado a práticas de corrupção, tráfico de influências, peculato e branqueamento de capitais, e a outros ilícitos fiscais e criminais".

"Se queremos combater a corrupção e o crime económico, a aprovação deste projeto de lei nos coloca mais perto desse objetivo", lê-se na proposta do partido.

O BE considera que "uma avaliação objetiva dos resultados dos vistos gold em termos de natureza do investimento a eles associado mostra que contribuem para uma especulação imobiliária de alta intensidade e ajudam a criar, também por essa via, problemas estruturais na forma como concebemos a organização das cidades".

O partido diz ainda que este mecanismo é uma "fonte de uma discriminação inaceitável", lembrando que quem tem poder económico para aceder aos vistos gold beneficia "de celeridade, simplicidade e desburocratização" para estar legalmente em Portugal, contrastando "flagrantemente com o tratamento reservado a imigrantes que aqui vivem, que aqui trabalham, que descontam para a Segurança Social e que pagam impostos, a quem o Estado condena a um enorme calvário burocrático para a respetiva regularização".

"O fim do instituto dos vistos gold terminará com algo que favorece a criminalidade económica, porá fim a uma das principais causas da especulação imobiliária e acabará com um privilégio injustificado que atira uns para um pesadelo burocrático, enquanto estende a passadeira vermelha a outros", remata a argumentação do BE.

Esta quinta-feira, o jornal “Diário de Notícias” cita o deputado José Pureza o qual revelou que, dos 5.700 pedidos de emissão de vistos Gold, apenas nove foram para a criação de emprego.





Área Reservada
Como constituir uma empresa
Quer Alugar Carro?
Siga-nos
Seara.com